Para refletir!

"Cada dia a natureza produz o suficiente para nossa carência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não havia pobreza no mundo e ninguém morreria de fome". Mahatma Gandhi

COMO DEVO AGIR

Flavio era um grande jornalista do Rio. Certa vez, teve que fazer uma matéria em Curitiba e ficou hospedado na casa de um amigo.
Logo de manha, saíram para uma caminhada.
Na volta, pararam em uma banca perto da casa de um amigo para comprar o jornal do dia. O amigo cumprimentou o jornaleiro com grande simpatia e um sorriso no rosto, mas o jornaleiro respondeu com enorme mau humor, quase jogando o jornal.
No caminho para casa, Flavio perguntou ao amigo :
- Por que ele tratou você com tanta grosseria?
-Não sei, mas ele sempre foi assim... Está sempre mal-humorado – respondeu o amigo.
-E mesmo assim você o cumprimenta com tanta educação e simpatia ?
-Sim, claro.
-Por que você é tão amável com alguém que é tão grosseiro com você ?
-Porque não é ele quem deve decidir como devo agir !

Reflexão!
Que bom seria se todos agissem como o amigo de Flávio. O parâmetro para nossas ações deve partir de nós mesmos. Não importa o julgamento das outras pessoas, não importa o que os outros esperam de nós, ou o que desejam de nós. Nós somos os guias e os responsáveis por nossas vidas. Não deixe que seu medo de ser e de agir seja ditado pelas outras pessoas, principalmente quando essa influência é negativa. Tenha o controle sobre você mesmo. A nossa ação deve ser o reflexo do nosso interior, do nosso coração, dos nossos sentimentos, e não do exterior. Aceite conselhos, sugestões, mas somente quando elas forem para o seu crescimento. Nunca se deixe influenciar por algo negativo vindo de outras pessoas, mas partilhe as coisas boas e os bons sentimentos.
Partilhe apenas as virtudes e não os vícios!

Extraído do livro "Parábolas de Virtude" da Editora Paulus
Ouça na íntegra o Programa exibido em 07/10/2009!
video

Nenhum comentário: