Para refletir!

"Cada dia a natureza produz o suficiente para nossa carência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não havia pobreza no mundo e ninguém morreria de fome". Mahatma Gandhi

Mãe Maria

Maria, tanta gente se diz Cristã,
Assegura que ama teu filho, Jesus
E não quer saber de ti,
Como se nunca de ti houvesse Ele nascido...
Curiosa forma de amor esse, minha mãe!
Não foi esse Filho que,
obedientemente antecipou o seu momento de poder
Para que, a teu pedido, fizesse seu primeiro milagre ?
Não foi de ti que falaram os evangelhos, ao proclamarem:
“ bem aventurado o ventre que te gerou e os seios que te amamentaram”?
Não foste tu, Mãe, que permaneceste junto á cruz,
Sofrendo a dor daquela perda,
Recebendo, depois de tudo, o corpo inerte desse Cristo,
Quando O desceram do lenho sagrado ?
Maria, que gente é essa que não te reconhece como Rainha ?
Mesmo, sabendo-te o templo onde o Filho de Deus veio habitar ?
Maria, deixa-me apregoar que creio na tua realeza,
Que te reconheço intercessora, como em Caná,
E acredito que somente um corpo especial, imaculado,
Estaria à altura de ser o ninho onde o Cristo se fez verdade ...
Maria, és minha mãe e mãe de toda a humanidade...
Maria, da tua maternidade , nascem todos os cristãos.

Autor: Livro "No Silencio do coração" –
de Marieta Borges Lins e Silva
Programa 25/03/10!

Um comentário:

maria disse...

Maria, Mãe de Jesus, é Mãe de todo ser que consegue recebê-la como presente de Deus para sua vida pessoal, da mesma maneira que recebe a todas as outras bênçãos, em forma de dons, como tal, e sabe dar-lhe o devido valor. Não é oferecida, ao homem, apenas a metade do Reino de Deus. Deve-se abraçá-lo com tudo o que ele possui.